Treinamento e Recursos

Como Superar a Perda do Emprego – O Guia

São muitos os nomes que se podem dar – ser demitido, expulso, afastado, dispensado, perder o lugar, ficar desempregado, etc. A perda de emprego geralmente é um dos principais factores causadores de stress, numa lista de vida eventos complicados alternados como uma morte na família, divórcio e doença grave. A falta de emprego pode ter um efeito profundo no seu bem estar emocional. Há um ciclo típico pelo qual a maioria das pessoas que perde emprego passa, que inclui negação, raiva, frustração e eventualmente adaptação.

Lidando com a perda do emprego

Como é evidente, a perda do emprego é difícil e muitas pessoas vivenciam um momento de muito sofrimento que se compra à perda de uma pessoa amada. O que não chega a ser surpreendente, uma vez que parte significativa de sua vida desaparece quando você perde o seu emprego. Muitos de nós temos uma grande ligação e nos identificamos com o que fazemos para ganhar a vida. Quando alguém nos tira o trabalho, você perde um pouco da nossa identidade, isto é, o nosso propósito na vida.

Desabafe com seus amigos e família sobre o seu antigo trabalho, até que não haja mais a dizer. Em seguida, tente colocar seus problemas emocionais de lado. A primeira coisa que você deve fazer é determinar quanto tempo seus recursos financeiros irão sustentá-lo enquanto você não tiver um emprego.

Em seguida, você deve decidir se você vai querer procurar outro emprego na mesma área ou se vai fazer uma mudança de carreira . Finalmente, você deve começar a planear o futuro.

Resolver questões práticas

Aprenda a superar a perda do emprego lidando com suas finanças

As finanças são uma grande preocupação para a maioria das pessoas. Quando você perde seu emprego, você deve descobrir como garantir sustento para si e sua família até que tenha outro emprego.

A seguir você deve preocupar-se com o seu seguro de saúde e outros benefícios vitais que estão conectados ao seu antigo empregador. A maioria das pessoas que têm seguro de saúde o conseguiram graças ao empregador, ou seja, assim que termina o vínculo profissional, encerra também o seguro.

Seguindo em frente

Depois de ter harmonizado todas as questões emocionais e financeiras, é hora de você seguir em frente.

Você deve decidir para onde ir de seguida. A primeira coisa que você deve fazer é entender o motivo pelo qual você perdeu seu emprego. A empresa estava a reduzir custos? Se for esse o caso, essa é uma tendência da sua indústria? É uma boa ideia permanecer no mesmo campo ocupacional? Talvez você deve considerar uma mudança de carreira. Pode ser um bom momento para você aprimorar suas habilidades afim de tornar-se mais competitivo.

Ao invés de olhar para a perda do emprego como uma completa desgraça, considere procurar pelos aspectos positivos dessa situação. Olhe para a frente pois é lá onde ficam as oportunidades. Você nunca sabe que portas poderão abrir-se nesse turno de eventos.